Apoios:

Trilhos da Avozinha

22 de novembro de 2015
Mais uma manhã cheia de boa disposição e muita adrenalina.
Às 08H00 deste domingo frio e com probabilidade de aguaceiros, 7 destemidos Moukistas, saíram do Largo da República para mais um vertiginoso passeio de BTT, o título estava dado " Trilhos da Avozinha".
Já tinha sido feita uma primeira edição em março de 2012 e esta reedição justificava-se, pois na altura foi considerado um passeio a reter. Com um trajeto algo diferente da edição anterior o proposto era atingir o Penedo de Lexim, chegar a Igreja Nova e depois descer a ribeira da Mata até ao Lizandro. Assim, os Moukistas pedalaram em direção à Tala, Sabugo com subida à Sra da Piedade e descida pelo Trilho da Aranha até Olelas, passagem pelo Casal Urmal e Anços até atingirmos o rio Lizandro, com travessia do mesmo. O terreno estava traiçoeiro e muito escorregadio, toda a atenção era pouca. Subida até ao Penedo de Lexim com paragem para o lanche matinal. Ainda havia muito para pedalar e foi rápido que atingimos Igreja Nova, onde começou a descida alucinante de 3,5 kms, quase sempre junto à ribeira da Mata, menos de 10 minutos foi o tempo necessário para chegar novamente ao rio Lizandro. Brutal!!!
O caudal do rio já é considerável e foi um momento de "pura diversão" a travessia deste curso de água.
Quem muito desce muito sobe! A fatura a pagar está mesmo ali, subir até Rebanque! Muito forte! Aqui, as pernas de um dos Moukista deu sinal de estarem a ceder, e fomos direitos a Pero Pinheiro e Cortegaça. Nesta ultima povoação subimos à antiga pedreira para logo de seguida descer para as Raposeiras, ladeando o campo de tiro até Pexiligais. Estava quase feito, havia agora que passar Meleças em direção a Mira Sintra e entrar nas hortas que nos trouxeram até ao Largo da República.
A satisfação, pelo menos aparente, era notória, nem o frio nem a chuva quebrou a mística Moukista, muito menos a travessia a vau do rio Lizandro, muito divertido e sempre com muitas chalaças de incentivo a todos os intervenientes.
Sempre bem, por maus caminhos!



2 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite Moukistas
Para quem teve "medo" do frio e da chuva e para aqueles que por um motivo superior não conseguiram estar pressentes no passeio deste
domingo a cronica está boa,o filme mostra alguma coisa, mas estar LÁ e poder desfrutar da magnifica descida desde Igreja a Nova até Cheleiros é sem duvida que é para isto que nós nos levantamos todos os Domingos ás 7 da manhã.
Passeio sem duvidas nenhumas a repetir o mais breve possível para que quem não pode ir desta vez possa desfrutar da próxima,
Boa semana para todos.
Cumprimentos

P.Laranjeira

António Ferreira disse...

Percurso espectacular! A passagem do rio foi de facto "pura diversão"!