Apoios:

Rota dos Castanheiros

06dez2015
Foram dez Moukista mais o Edmundo e o Faria  que compareceram para este passeio de BTT, Rota dos Castanheiros.
A pedalação começou pelas 08H20, com muita conversa e boa disposição. O frio entrava pelos ossos e o nevoeiro cerrado, não permitia ver muito mais do que uns 150 mts. Havia que superar estas adversidades e entrar pelo nevoeiro dentro, qual Dom Sebastião. A passagem sobre o pontão da lagoa da Ota quase passou despercebida, pois a água quase não se via, tal era a densidade do nevoeiro, subiu-se até à Chã Alta e contornou-se o Monte Redondo, até às Marés.
Depois atravessar a N1 nas Maré passamos por Autoguia das Cabras até atingirmos a Abrigada, com passagem pela Adega da Abrigada e respetiva quinta. Virou-se em direção a Montejunto e pedalou-se pelo sopé até atingirmos Penedos de Alenquer, onde fizemos uma paragem para repor sólidos e líquidos, estávamos com 30 kms e o relógio marcava 10H40.
Até aqui o percurso não apresentava qualquer dificuldade, rolava-se por caminhos e estradões.
Depois de passarmos por Labrugeira o terreno ficou mais a gosto dos Moukistas, alguns single tracks divertidos e uma subida mais técnica.
Um furo obrigou a uma paragem forçada antes do Bairro, para logo de seguida chegarmos à Ota.
Depois dos alongamentos e bikes arrumadas nos carros foi tempo do merecido duche. Havia agora que rumar ao Carregado para degustar uma belíssima feijoada. Pena foi o nevoeiro que teimou em não levantar, acompanhando-nos até ao fim do passeio.
Agradecimento ao Espírito Santo e ao Edmundo pelo convite e organização deste passeio muito simpático, com boa disposição e camaradagem entre os intervenientes, valores a preservar.
Até uma próxima, num trilhos algures...



2 comentários:

José Gonçalves disse...

MUITO BOM, pena foi o frio e o nevoeiro que não deixaram apreciar a paisagem.

Queria só dar nota do seguinte: Toninho agora percebo quando dizes que não chegas a aquecer, para ti é o ritmo lento, para mim era o briol que estava.

Grande abraço e até à próxima

António Ferreira disse...

Granda drop Manel, no 1º singletrack!