Apoios:

Fojo da Adraga

13 de março de 2016
Manhã de domingo a convidar para um grande passeio de bicicleta. Neste domingo a hora de saída foi antecipada 30 minutos, às 07H35 os sete Mouquistas presentes iniciaram a pedalação. Sair mais cedo normalmente implica dificuldade acrescida, não era para menos. O track planeado rondava os 60 kms com um ascendente de 1500 mts.
Depois de rolar a bom ritmo alcançamos rapidamente  Ranholas, com passagem por Paiões, Rio de Mouro Velho e Mem Martins, junto à Dechatlon o Laranjeira ligou, pois não tinha visto no blog que a saída era mais cedo, veio de carro até às bombas da BP, onde se juntou ao grupo.
Havia agora que subir até à Pena pela Calçada da Pena, com passagem por S. Pedro. Agora era tempo de disfrutar e descer até à Regaleira pelo Caminho do Vale dos Anjos.
O próximo destino era o Penedo, lá fomos pela N375 até à Quinta Pedagógica e começou um sobe e desce interessante até Gigueirós e posteriormente Penedo, a partir daqui foi largar travões até a Almoçageme.
A chegada junto ao oceano foi espetacular, se até aqui a paisagem era maravilhosa, o topo foi avistar o Cabo Espichel e a Ursa bem como toda a orla costeira.
Estávamos no Fojo da Adraga! Tempo para conversar, descontrair e abastecer.
Agora "bastava" regressar, mas a coisa não ia ser fácil, a Peninha esperava por nós, estávamos na cota 33 mts e tinha-mos de atingir os 460 mts em 8 kms, ainda teve que se improvisar, pois um dos caminhos estava completamente fechado o que obrigou a um pequeno desvio.
Na Peninha, paragem para reabastecer de água e apreciar a bela paisagem, em seguida lá fomos serra fora.
Uma perda de ar na roda da bike do Presidente, obrigou a várias paragens, felizmente para alguns pois sempre dava para descansar um pouco. O trilho dos Capuchos até à subida do caminho dos Jeep's foi feito a uma velocidade louca, mesmo com um acumulado de kms significativo nas pernas.
O presente final estava a chegar e lá tivemos de fazer o caminho por baixo da Cruz Alta (altitude 482 mts) até à Sta Eufémia.
Como a bike avariada (roda partida) não deixava de perder ar, foi colocada no carro do Laranjeira que tinha ficado nas bombas da BP, o Pires aproveitou a boleia e emprestou "amavelmente" a sua bike ao Presidente, para que este pudesse continuar o passeio e ele começar mais cedo o descanso.
Daqui até casa foi rolar como se foi conseguindo e pouco depois das 12H30 já estávamos a beber umas fresquinhas e a comentar este magnífico e duro passeio.
Para quem não está muito atento, informo que apenas atravessamos a serra de Sintra duas vezes, coisa pouca.
No pain no gain!

Sem comentários: