Apoios:

Inauguração Sede MoucaBTT

Domingo13novembro2016
Inauguração da Sede do Clube MoucaBTT

 “A vida não é um direito…é um privilégio”… Hoje foi um grande dia de privilégio para a família Moukista. Festejar a inauguração da Sede do Clube MoucaBTT.

Com pompa e circunstância chegou o dia de inauguramos a Sede do nosso Clube, o simpático e bem-decorado espaço tem sido, nos últimos dias, um quebra-cabeças para os mais empenhados Moukistas, que diariamente têm vindo a reparar, pintar, decorar e abrilhantar o nº 7 da Travessa da Capela em Agualva, na cidade de Agualva-Cacém e, que bem que ela (a Moukinha) se apresentou a todos os Moukistas que aceitaram o convite endereçado, atempadamente,  a todos os sócios pelo Presidente do Clube. Moukistas e convidados perfizeram mais de setenta bem-dispostas presenças. O dia, solarengo, começou cedo, a azáfama para uns quantos de nós era/impunha-se para que nada fosse descorado, linearmente tudo corria na perfeição, a logística que tinha sido criada pelo grupo ia funcionando evolutivamente sem qualquer receio ou tropeção… o cenário do salão para o almoço estava bem conseguido, era motivo suficiente para o grupo gestor do espaço da Sede, carregar o ego qb. e manter a maquina em constante mobilidade.
Aproximava-se a hora para o início da festividade, começamos a receber os convidados sócios do Clube, e os demais ilustres convidados, o reverendíssimo Senhor Padre Domingos e também o representante da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, Senhor Engº Joaquim Simões, faziam-se representar discretamente, mas bem-cientes da importância e carinho que têm tido pelo nosso Clube. As hostilidades gastronómicas foram iniciadas pacificamente e sem qualquer tipo de pressas, íamos desgostando de tudo um pouco, o Porto o Gin e o Favaios acompanhavam e faziam as delícias dos variados aperitivos que antecediam o almoço!
O ambiente que se vivia das vivências e elogios era comodo e fazia do espaço um bem-estar saudável, este mega grupo interligava-se na perfeição e quase não se fazia notar quem fazia o quê, mas tudo discretamente acontecia sem apontamentos de protagonismo, pena foi! que a maquina da imperial não colabora-se com esta linhagem… foi o negativo-centro das atenções! O almoço estava a ser servido e degustado, ordeiramente ia sendo servido um prato e mais outro ainda, ambos estiveram à altura do evento. Antes de partirmos para as variadíssimas sobremesas, já algumas mentes idealizavam os doces/sabores que mais os atraiam, a salivação acontecia…teriam que ter paciente, porque ainda antes, os discursos de formalidade e agradecimentos teriam de acontecer; o presidente do MoucaBTT, Luís Pina, deu início ao seu discurso dirigindo-se a todo o auditório com relevo para os sócios que alimentam esta máquina nas diversas situações com tolerância, camaradagem, amizade, respeito, solidariedade, persistência e principalmente o espírito de grupo que imergira dentro de cada um de nós, crescemos como pessoas. Também foram dirigidas palavras lisonjeiras, relevantes e de apreço ao estimado representante da Junta de Freguesia e ao Sr. Padre Domingos, que seguidamente foi-lhes passada a palavra para proferirem palavras de agrado e simpatia ao auditório Moukista. Os três oradores foram efusivamente aplaudidos após o términus das suas intervenções. A partir daqui as muitas sobremesas começavam a ser provadas…há momentos das nossas vidas, e ainda bem que assim é, que temos de esquecer o que é mais racional e fazermos aquilo que momentaneamente gostamos e queremos! O DJ Monteiro ia fazendo parte da festa, porém, só a partir d’agora começava o festival dos dançantes e karaokas  Moukistas, grande parte de NÓS gosta da diversão e primamos pelo tás-bem-da-vida…, o apita o comboio  foi fazendo os prazeres dançantes dos mais e dos menos sóbrios! De todos menos eu, isto de andar de maq. fotográfica na mão retira-me alguma mobilidade foliona! O dia avançava, as festividades mantinham-se top, a boa-disposição era mantida por uma boa parte dos presentes, já se ia notando o cansaço dos menos bem-preparados, mas a garra destes Moukistas é tremenda. Tudo na vida tem uns términus, linearmente a nossa festa ia perdendo gaz, até que terminou. Terminou no primeiro dia…, porque muitas mais hão-de vir.
A inauguração da sede do Clube não foi o único momento de festividade deste fim de semana, pois já na sexta-feira 11nov2016, o Clube MoucaBTT com o grupo gestor do espaço da Sede mais o PP, tinha organizado o São Martinho, que foi realizado com brilhantismo e sucesso, decorrendo no patamar do mais alto-nível para mais de quarenta pessoas. Depois de um fim de semana de festividade e vivências onde a comida e a bebida é importante, muito mais importância é darmos e servirmos momentos excelentes de frequente Bem-Estar a toda a família Moukista. Escrever este texto! Inauguração da sede do Clube, é um privilégio que só eu tive por isso pude cronicar o sentimento vivido e sentido deste primeiro mega fim de semana festejado no espaço/sede do Clube MoucaBTT. Neste espaço final quero fazer alguns agradecimentos; aos patrocinadores do Clube, à Mila, à Eduarda, ao António, ao grupo gestor do espaço da sede do Clube (Sousa, Pires; Guerra, Pedro e respetivas esposas) ao presidente Luís Pina e a todos os Moukistas presentes nestas festividades. Da minha parte foi um grande privilégio festejar com todos vocês…um enorme Bem-Haja e até uma próxima: “não de sempre, mas para sempre"
 “O Moukista sentado”
 

1 comentário:

Sofia disse...

À Mouca chega-se indiferente e sai-se diferente.....

Sofia