Apoios:

Trilhos da Arrábida

25 de outubro de 2015
Trilhos da Arrábida, mais um passeio com a marca MoucaBTT, desta vez fomos até Palmela.
O percurso era sinuoso com passagens mais complicadas e algumas "paredes" difíceis de subir montado na bike. O tempo chuvoso que se fez sentir nos últimos dias, fazia prever dificuldades acrescidas. Mas, se fosse fácil não era para o MoucaBTT, qualquer o faria!
Às 08H00 iniciou-se o evento, com algum nevoeiro e ameaça de chuva. Dos Bombeiros de Palmela descemos até à Baixa de Palmela pela antiga Calçada Romana. Curta passagem pela Estrada da Cobra virando à esquerda para o "Trilho da Lagartixa", um pouco mais de subida e à esquerda entramos no "Trilho Toca da Lagartixa", as primeiras escorregadelas começaram a surgir, estávamos a rolar ao lado da Ribeira de Corva.
Atingiu-se a Estrada de Vale de Barris e entramos em seguida no "Trilho dos Sobreiros". Percorreu-se o estradão até entrar no "Trilho das Pirâmides", muito técnico e escorregadio, mas espetacular. Estávamos nesta altura a meia encosta e a oeste da Serra de S. Luís, depois foi descer a bom ritmo até à Praia da Comenda, aqui fizemos a primeira paragem.
 Novamente em marcha subimos o "Trilho da Comenda", ao lado da ribeira em direção ao Vale do Rasca, a lama começou a fazer das suas e teve de se parar várias vezes para remediar uma avaria na transmissão de uma bike. A chuva nesta altura era nossa companheira e não dava tréguas. Apesar do mau tempo e das paragens forçadas a malta não perdeu a boa disposição, com muitas larachas à mistura, a moral estava em alta.
A parte mais complicada estava a chegar, subir o "Trilho Vale do Rasca", a inclinação era forte, mas o problema maior foi a lama, de tal forma que as rodas das bikes deixaram de rolar, tal era o acumulado de barro. No cimo os "desabafos" dos Moukistas eram muitos e variados, mas a recompensa estava pronta para ser saboreada, descer o "Trilho Maravilha", com mais ou menos escorregadela os 11 Moukistas rapidamente devoraram o trilho. Agora havia que atingir o Parque de Campismo de Picheleiros, ficando anulado o "Trilho do Chico das Saias", pouparam-se 3,5 kms de distância e 150 mts de acumulado de subida.
No campismo retemperaram-se forças, mas a roupa molhada não permitia grandes paragens e seguiu-se para o Moinho do Cuco. A subida e o terreno difícil deixou marcas em alguns. Palmela ainda estava longe, não era hora para desanimo, a chuva tinha parado e num ápice chegou-se ao Alto das Necessidades, rolou-se pelo "Trilho do Coelho", na Serra de S. Francisco e desceu-se o "Cai de Costas", ficou anulado o "Trilho do Fio Dental" poupando-se 2,5 kms de distância e 80 mts de acumulado de subida.
Estávamos na reta final, atingimos os moinhos da Serra do Louro e às 13H45 estávamos de regresso aos Bombeiros de Palmela.
Acabou-se o evento com um almoço partilhado com os miminhos que os intervenientes trouxeram, regou-se com umas minis e regressou-se a casa.
A lucidez, a capacidade de sofrimento e o espírito de grupo saíram, sem dúvida, vencedores.
Sempre bem por maus caminhos!
 
                          

4 comentários:

Alfredo Guerra disse...

Com muita pena minha não estive presente, era suposto fazer parte do grupo de Moukistas que fizeram este duro passeio pela serra da Arrábida. A forte chuva que caiu durante a noite fez-me abortar o compromisso… assumido de véspera com o MoucaBTT. Estou deveras chateado com o ocorrido, mas, o meu frágil sistema respiratório não é compatível com a chuva. Depois de visionar o vídeo do passeio, bateu forte a nostalgia que perdura há três semanas e vai continuar pelo menos por mais uma. A vida de cada um é feita de momentos, gostando deles ou não, são os momentos reais, à que saber aceitar. Grande abraço para todos.

Moukista PL disse...

Um passeio inesquecível.

Jamais se apagarão da minha memória aqueles longos 30 quilómetros finais, com chuva a cair ininterruptamente, pendentes íngremes e demoradas, rodas presas cheias de lama e bicicletas às costas enquanto escalava-mos o trilho do vale da rasca, a simulação de uma banho de mar só para meter pirraça aos ausentes e logo a seguir tomaríamos um forçado pela chuva. No fim as forças estiveram no limite e os músculos ameaçavam estoirar a qualquer momento.

Mas algo que não esquecerei também é da paisagem absolutamente paradisíaca da Arrábida que contemplamos durante esta jornada. Um tesouro conquistado e merecido por quem ousou enfrentar o mau tempo e ter partido à sua descoberta.

Mais um momento que junto ao espólio já vastíssimo de passeios de BTT feitos. Mais um na formidável companhia dos bravos Moukistas do Clube MoucaBTT.

Continuemos bem por maus caminhos, sempre com meia roda à frente.

Obrigada companheiros, até à próxima aventura.

António Ferreira disse...

Grande vídeo, grandes trilhos! Um grande abraço para os Moukistas!

Anónimo disse...

Boa tarde Moukistas
Mais uma magnifica manhã passada na a praticar o Btt.
Este Domingo com condições climáticas bastante desfavoráveis para os comuns dos mortais 11 Moukistas lá marcaram presença para o seu passeio matinal e a eles os meus parabéns pois não á chuva nem vento que nos faça parar .
A serra da Arrábida sem duvida nenhuma, tem belos trilhos e paisagens magnificas por certo com melhor tempo haveremos de lá voltar.
boa semana para todos

P.Laranjeira