Apoios:

Aqueduto das Águas Livres


Sábado, 21 Março 2015
No sábado, 21 de março de 2015, visitamos o Aqueduto das Águas Livres com caminhada incluída entre Campolide e Benfica.
Às 09:15 os trinta caminheiros iniciavam o pedestre junto à estação (CP) de Campolide, a primeira etapa foi feita com alguma rapidez até à entrada do Aqueduto das Águas Livres, monumento Nacional é uma das mais notáveis obras da engenharia hidráulica portuguesa, bem como dos elementos a ele associados, nomeadamente os chafarizes. O Aqueduto de Lisboa foi construído ao longo de dois séculos XVIII e XIX, é uma estrutura que se estende ao longo de 14 km, mas que, considerando os seus subsidiários e condutas de distribuição, perfaz um total de cerca de 58 km de extensão. Toda esta, e muita mais, explicação fora dada pela guia que sabia a história exemplarmente bem. A imponente obra erguesse em arcaria no Vale de Alcântara e, une Campolide a Monsanto, a vista é excelente ficando a dever-se aos 65 metros de altura, já perto da mata de Monsanto, à direita vemos o bairro da Liberdade à esquerda o bairro da Serafina. Com os pés em terra, caminhámos na mata de Monsanto até ao Moinho do Calhau (ruina) reagrupamos e tiramos a foto do grupo, também por aqui a vista é simpática e Sete Rios é o cenário que os nossos olhos alcançam, atravessámos o parque florestal de Monsanto e viemos desembocar ao parque junto a Ajuda de Berço e estação da CP de Benfica. O Clube MoucaBTT criou para os sócios mais um evento de cariz físico/cultural de linhagem simestrategicamente relaxante para os participantes. O galego Diogo Alves, desta vez, não teve qualquer hipótese de fazer das suas, a união do grupo dos Moukistas desencorajou este cobarde assassino que tantas vezes é citado na lenda negra do aqueduto das águas livres.
Ass: O Moukista sentado” 

2 comentários:

Alfredo Guerra disse...

Um pedestre com muita história envolvida neste monumento nacional, Aqueduto das águas livres, foi um passeio simpatico.

Henrique Ramos disse...

Mais um acréscimo de historia na minha cultura geral. Muito bom .Seria muito interessante a passagem pelo interior do aqueduto mas isto são pormenores.
E os aviões!!! bolas! quatro aviões!.
Muito obrigado a todos os participantes e um agradecimento ao mentor Luis Pina. HRamos